Superávit primário deve se manter no ano que vem, diz economista e estrategista da Mont Capital

Marcelo Cypriano falou sobre seu ponto de vista em relação ao teto de gastos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Segundo as projeções de JP Morgan, as contas públicas brasileiras podem estar prestes a registrar em 2021 seu primeiro superávit primário em oito anos. O economista e estrategista da Mont Capital Marcelo Cypriano avaliou que não somente neste ano, mas deve se estender para o ano que vem.

“A questão fiscal está bem mais encaminhada do que parece. (…) se já migrou para o superávit, a discussão está se deve manter-se para o ano que vem, o que eu acho que certamente terá. É uma questão de passarem alguns meses e o mercado ser obrigado a corrigir sua expectativa”, analisou Cypriano.

O economista e estrategista também avaliou cenário para gastos públicos e como pode impactar o mercado.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Mais lidas